Cultura

Em semana de comemoração pelo aniversário de Cruz das Almas, Programa Rap é O Som recebeu Hermes Peixoto e o ex-reitor da UFRB

O programa Rap é o Som, transmitido pela Rádio Santa Cruz FM 87.9, apresentado pelo aluno de Agroecologia ErriVance e pelo cineasta Jheffeson Jheksom, exibiu mais uma edição neste sábado (31), às 19:00 horas. Essa atração diversificada, trouxe além de muito Rap, notícias, debate e várias participações educativas e culturais para o público de Cruz das Almas e região.

Nesta semana especial para Cruz das Almas – comemoração dos 124 anos de emancipação política – e para a Universidade Federal do Recôncavo da  Bahia (UFRB), que completou 16 anos, ambos no dia 29 de julho, o Rap é O Som, aproveitou a oportunidade e  celebrou a data com estilo. 

Sendo assim,  Hermes Peixoto escritor, poeta, engenheiro agrônomo, e Paulo Gabriel Soledad Nafic presidente do Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia e ex-reitor da UFRB, registraram presença durante o programa. 

O poeta Hermes explicou sobre as duas origens do nome de Cruz das Almas, assim os ouvintes que ainda não conheciam essas duas versões puderam aprender, na oportunidade Hermes Peixoto recitou os versos criados por ele, chamado de “vultos e imagens dos cruzeiros das almas”. 

Após citar os versos ele explicou “então, nesses versos eu digo que existe duas versões: a versão histórica que os portugueses aqui chegaram e nominaram a cidade em honra a sua cidade que existia em Portugal e a outra que é a lenda dos tropeiros que rezavam para as almas ao pé de um cruzeiro”. 

Em relação ao contexto histórico da cidade, ele destacou que “a história de Cruz das Almas começou muito antes, por volta de 1800.  Nessa região que hoje é Cruz das Almas o que existia era a Mata de Cazuzinha  e os índios  Cariris e Karajás, logo em seguida, surgiram os tropeiros e por fim os portugueses que plantaram principalmente cana-de-açúcar “, finalizou Hermes. 

E  para falar dos 16 anos da UFRB, Paulo Gabriel Soledad Nafic, interagiu com o programa e ressaltou a importância dessa instituição, principalmente, para a nossa cidade “a UFRB  nasce como um projeto civilizatório e uma luta intensa do povo do Recôncavo, essa instituição  se transformou rapidamente na maior universidade criada no projeto REUNI, é também a universidade mais inclusiva do Brasil e merece ser respeitada por todo o povo do Recôncavo, todo o povo da Bahia e do Brasil, a UFRB é sem dúvidas motivos de muito orgulho para nós”, concluiu o ex-reitor da UFRB. 

O programa Rap é O Som ainda apresentou o quadro  “Momento Lírico” comandado pela aluna em Medicina Veterinária, Ana Carolina que recebeu a poetisa Ionai Borges e o Bloco Educa Rap Dicas Socioambientais, apresentado pela discente em Jornalismo, Rebeca Falcão, que abordou a temática “áreas protegidas e unidades de conservação” para a discussão contou com a participação de Selma Santos, liderança do Quilombo do Engenho da Ponte.

O Programa Rap é O Som faz parte do Projeto de Extensão da UFRB “Educa Rap” e é transmitido todos os sábados pela Rádio Santa Cruz FM, 87.9, os ouvintes podem acompanhar também pelo aplicativo da rádio Santa Cruz FM disponível em encurtador.com.br/iRY34., pelo site em https://bit.ly/2NhlDyz. e pelo instagram @radiosantacruzfm879.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo