DestaqueNotícias

Vídeo: gatos são encontrados mortos após suposto envenenamento em Cruz das Almas

Na manhã dessa quinta-feira, 29, um vídeo de uma moradora de Cruz das Almas passou a circular nas redes sociais. Trata-se de dona Antônia, moradora do bairro Primavera, que teve cerca de 10 gatos mortos. No vídeo, os animais mortos, por possível causa de envenenamento, aparecem na frente da casa da senhora enquanto o jornalista Alenilton Malta relata o caso. Nas imagens fortes, ainda é possível observar um dos felinos agonizando.

De acordo com o jornalista autointitulado defensor dos animais, todos os gatos de dona Antônia foram mortos por envenenamento depois que uma substância desconhecida foi jogada no quintal da casa dela. “Existe muita gente ruim nesse mundo, muita miséria. Fico muito triste com uma cena dessa, de uma senhora (dona Antônia) chorando porque os todos os gatos dela morreram”, conclui.

Segundo a cuidadora dos felinos, o possível envenenamento foi causado pelo descontentamento de moradores devido às fezes produzidas pelos bichos. “Só porque faz cocô na rua. Todo mundo aqui me xinga porque eu cuido dos animais”, confirma aos prantos.

Pena e denúncia

Conforme o artigo 32 da Lei 9.605/98, “Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos” é crime com “pena – detenção, de três meses a um ano, e multa”.

Vale ressaltar que as denúncias, que podem ser feitas de forma anônima, são eficazes no combate aos crimes contra animais. O Ministério Público tem autoridade para agir contra criminosos ambientais e você pode fazer a denúncia no site do MP ou pelas ouvidorias dos Ministérios Públicos Estaduais.

Outro agente que também pode ajudar, em caso de urgência imediata ou socorro rápido é a Polícia Militar, através do 190. Bem como o Disque Denúncia.

Abaixo você pode acompanhar o vídeo, mas ressaltamos que as cenas são fortes e podem ser sensíveis a algumas pessoas.

Imagens fortes: gatos mortos são recolhidos pela dona de casa Antônia. Crédito: Lenilton Malta/divulgação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo