BrasilNotíciasPolíticaViagem

Viagem de Bolsonaro ao Oriente Médio custou R$ 3,6 milhões

28 pessoas integraram comitiva que visitou Emirados Árabes, Bahrein e Catar entre 12 e 18 de novembro

Segundo números do Ministério das Relações Exteriores, fornecidos através da Lei de Acesso à Informação, a recente viagem ao Oriente Médio do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), com sua comitiva, custou R$ 3,6 milhões. Do total, foram gastos R$ 1.921.086,05 em diárias, incluindo hospedagem e alimentação, R$ 949.874,53 em aluguel de veículos, R$ 373.690,56 em passagens aéreas, R$ 287.028,02 em salas de escritório, R$ 50.260,70 em auxiliares locais, R$ 12.400,02 em material para escritório e R$ 4.296,99 em aluguel de trituradora.

A comitiva presidencial foi formada por 28 pessoas, 18 delas ligadas à presidência da República, como assessores pessoais, ministros e secretários, e dez delas ao Itamaraty.

A viagem com a comitiva presidencial aconteceu entre 12 e 18 de novembro, em três países: Emirados Árabes, Bahrein e Catar. Na agenda, foram cumpridas, nos Emirados Árabes, participações na Expo 2020 de Dubai, feira de aviação e fórum de investimentos; no Bahrein a inauguração da embaixada do Brasil; e no Catar participação de motociata e visita ao estádio Lusail, que sediará a final da Copa do Mundo de 2022.

Fonte: A Tarde

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =

Botão Voltar ao topo