Educação

Triplica número de deficientes auditivos inscritos no Enem

Nos últimos quatro anos, triplicou o número de estudantes com deficiência auditiva que irão participar do Enem. Este ano, foram 8,8 mil inscritos, ante 2.850 em 2010. Do ano passado para 2014, o aumento foi de 88%. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova, reduziu o número de alunos com surdez por sala para seis – ano passado eram oito.

Os alunos continuarão recebendo a ajuda de dois intérpretes e terão uma hora a mais de prova que os demais participantes. Uma exceção de horário também será aberta para os candidatos sabatistas, que deverão chegar aos locais de prova com antecedência e, como qualquer outro estudante, ficarão de fora caso os portões sejam fechados.

A diferença é que, por motivos religiosos, só começarão a resolver a prova quando o sol se puser. Eles guardam o sábado por convicção religiosa, o que significa que só trabalham ou estudam após o pôr do sol. São, por exemplo, os adventistas e os judeus.

Os sabatistas deverão chegar aos locais de prova entre as 12h e as 13h, no horário de Brasília. A prova, no sábado, será aplicada às 19h, também no horário da capital federal. Para os sabatistas no Acre, em Rondônia, Roraima e no Amazonas, o início será às 19h, no horário local, respeitando o pôr do sol nessas localidades que não adotam o horário de Verão.

Por causa disso, a espera pode chegar a até nove horas. Enquanto o número de inscritos no Enem cresce ano a ano, o número de candidatos que solicitam o atendimento como sabatistas diminuiu.

 

Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo