Coisas da TerraCulturaDestaqueRELIGIÃO

Santo Arnulfo

Por Alino Matta Santana

Alguns cristãos acreditam que é pecado consumir cerveja e outras bebidas alcoólicas, mesmo que na Bíblia Sagrada não haja essa proibição. Sem dúvidas a Igreja de Cristo não caracteriza como problema o consumo moderado e com responsabilidade de bebidas alcoólicas. É bom nos lembrarmos que a Igreja tem um rito que abençoa a cerveja e mais ainda, temos um Santo que é Padroeiro da cerveja – SANTO ARNULFO DE METZ.

                Natural da Áustria, Arnulfo nasceu no ano de 580, ocasião em que seu país era famoso por produzir cervejas de alta qualidade.

                Arnulfo desde criança sentiu um grande impulso para seguir a Deus. Assim é que ainda muito jovem entrou no Monastério Beneditino. Pouco tempo depois foi feito Abade e aos 33 anos já era Bispo de Metz na França.

                Quando Arnulfo era Bispo de Metz chegou na região uma peste avassaladora que contaminou as águas, levando numerosas pessoas à enfermidade e à morte. Então Dom Arnulfo incentivou as pessoas a tomarem cerveja em vez de água contaminada, o que atualmente sabemos é que ao ferver a água para fabricar a cerveja, os micróbios da peste eram eliminados. Daí surgiu a tradição de ligarem seu nome à cerveja.

                Em 627 Arnulfo foi viver em um Mosteiro nas proximidades de Remiremonte e aí faleceu e foi sepultado no ano de 640.

                Em 641 os moradores de Metz  pediram que o seu corpo fosse exumado e levado para ser enterrado na Igreja da cidade. Durante o percurso em que carregavam os restos mortais de Santo Arnulfo, muitos fiéis ficaram cansados e com sede, então resolveram parar numa taberna para comprar cerveja. E ao adentrarem na taberna, com tristeza, souberam que só tinha uma garrafa de cerveja. Resolveram, mesmo assim compartilhar a cerveja. E inexplicavelmente, por mais que compartilhassem a garrafa não esvaziava. E todos beberam e mataram a sede.

                18 de julho é a data da celebração do dia de Santo Arnulfo pelas Igrejas Católica e Ortodoxa.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =

Botão Voltar ao topo