DestaqueNotíciasRegião

Rede municipal de Cruz das Almas continua sem merenda escolar

Os alunos da rede municipal de Cruz das Almas continuam sem merenda escolar. Essa foi a constatação da reportagem do Bahia Recôncavo nesta segunda-feira (25) em creches e escolas visitadas. A promessa da Secretaria de Educação é que a situação já estaria resolvida no início desta semana.

As aulas, conforme o calendário letivo divulgado pela Secretaria de Educação, ainda no mês de janeiro, começaram no dia 18 de fevereiro. Mas a falta de merenda fez as escolas mandarem os alunos para casa mais cedo durante toda a semana passada.

A falta de merenda fez a Secretaria de Educação modificar o início das aulas nas creches. Quase 800 alunos de dois e três anos ficaram sem atendimento. A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que motivo da alteração da data foi por problemas estruturais nas unidades escolares, mas não especificou quais eram os prédios danificados e os reparos que estavam sendo feitos.

Nesta segunda-feira os alunos das escolas municipais retornaram ao horário normal de aula, mas ainda sem merenda. A diretora de uma escola confessou à reportagem do Bahia Recôncavo que não há previsão de chegada dos produtos. “Ninguém passou nada para nós”, contou, em reserva.

Segundo a diretora, a merenda, enquanto não for regularizada, será trazida de casa pelos prórprios alunos.

Nas creches a ordem foi buscar as crianças às 11h em função da falta de merenda. Nossa reportagem conversou com alguns pais na saída da unidade Professora Mariá, na bairro Areal/Miradouro. “Eles não têm merenda ainda. Precisamos pegar os alunos para levar para casa almoçar”, disse, sob pedido de anonimato, um dos responsáveis por uma criança.

Nossa reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura na manhã desta segunda-feira, mas até o fechamento da reportagem o órgão municipal não tinha conseguido contato com a secretária de Educação, Liliam Ribeiro, para saber quando a situação será regularizada. Reportagem e foto: Maurício Medeiros

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo