BrasilNotíciasPolítica

PÓS-2022 :Progressista nega que Lula lhe ofereceu ministério

LULA teria oferecido ministério a João Leão caso vença a eleição presidencial no próximo ano

O vice-governador João Leão (PP) negou, em entrevista à Tribuna, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenha lhe oferecido um ministério, caso o petista vença a eleição presidencial no próximo ano. 

Wagner ressaltou ainda que o vice-governador não ficará “desamparado”.  “A gente ganhando o governo (Leão) fica com a gente, se Lula ganhar a presidência pode virar ministro. Essa foi uma oferta”, disse o senador petista. Leão negou a proposta. “Não (teve essa oferta). Diga a ele (Wagner) que eu quero que Lula me convide para ser governador. A mim, não conversamos nada sobre isso. Meu interesse é ser governador da Bahia. Meu foco”, garantiu o vice-governador, em entrevista à reportagem.

Leão não pode ser candidato a vice-governador no próximo ano, por já ter tido dois mandatos consecutivos. Ele só pode ser postulante a governador ou ao Senado. No entanto, estas vagas são consideradas ocupadas pelos senadores Jaques Wagner e Otto Alencar (PSD), respectivamente. Nos bastidores, o comentário que circulou ontem é de que Leão pode abdicar de disputar a eleição no próximo ano. Em troca, o seu partido comandaria a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) em 2023. Também ficaria com a vaga do conselheiro Raimundo Moreira no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), e teria a preferência para indicar duas secretarias no eventual governo de Jaques Wagner.

O vice-governador voltou a negar que tenha feito qualquer pleito. “Não existe absolutamente nada disso. Fui deputado federal por 20 anos. Já fui vice por seis anos. Agora, chegou a minha vez de ser governador”, salientou. Nos corredores da política, também se comenta que a pressão de Leão é com a intenção do governador Rui Costa (PT) renunciar ao posto, e ele assumir. Segundo aliados, o vice quer fechar a carreira política com “chave de ouro”, mesmo sendo governador apenas por oito meses. 

O deputado federal Cacá Leão (PP), que é filho do vice, confirmou o desejo do partido. “Isso foi conversado em um almoço e é conversado em todo canto. A política ferve por essa questão. O movimento do governador talvez seja o mais importante para 2022. Claro que a gente deseja. Não escondo de ninguém. É o nosso desejo, até pela importância do nome do governador”, falou, em entrevista ao programa “Política na Mesa”, da TV Câmara Salvador.

Fonte: Tribuna da Bahia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 5 =

Botão Voltar ao topo