NotíciasPolítica

Pelegrino aguarda apenas Rui nomeá-lo para virar conselheiro do TCM

O deputado federal licenciado Nelson Pelegrino (PT) aguarda apenas o governador Rui Costa (PT) nomeá-lo para virar oficialmente conselheiro do TCM

Depois de ter o nome aprovado pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deputado federal licenciado Nelson Pelegrino (PT) aguarda apenas o governador Rui Costa (PT) nomeá-lo para virar oficialmente conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Não há ainda informação de quando o governador irá nomeá-lo. Só, após esse ato, Pelegrino pode tomar posse na Corte de Contas. 

Em sessão extraordinária mista (presencial e virtual), o plenário da AL-BA referendou anteontem o nome de Nelson Pelegrino para o TCM. Foram 52 votantes, 50 foram a favor e apenas dois votos contrários. O encaminhamento das bancadas da maioria e da minoria foi favorável à indicação de Pelegrino para substituir o conselheiro Paolo Marconi, que se aposentou no último dia 20 de agosto. Na semana passada, o parlamentar petista licenciado já tinha tido sua indicação para a Corte de Contas aprovada por unanimidade pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, após uma sabatina com integrantes do colegiado. 

Ontem, o presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, informou que Pelegrino pediu desfiliação do partido para assumir o novo cargo. “Perde o PT e a política, mas ganham o TCM e o Estado da Bahia. Nelson fez história no PT da Bahia e ajudou o PT a mudar a história da Bahia”, disse ele, em uma publicação nas redes sociais. Com a ida de Pelegrino para o TCM, o Partido dos Trabalhadores perderá o quadro político de maior expressão em Salvador. 

Pelegrino foi candidato a prefeito de Salvador pelo PT por quatro vezes (1996, 2000, 2004 e 2012), tendo tido o melhor desempenho na última eleição que disputou. Ele chegou ao segundo turno em uma disputa contra o democrata ACM Neto, que acabou vitorioso.  Também foi, nos últimos anos, o deputado federal petista com a melhor votação na capital baiana. Em 2014, obteve 46,8 mil votos. Foi o quarto parlamentar mais votado naquele pleito. Jorge Solla, com 26,7 mil, foi o segundo petista mais votado. Quatro anos depois, em 2018, Pelegrino teria uma queda, mas permaneceu como o deputado mais bem votado do PT em Salvador, com 34,3 mil votos.  

“A expectativa (no TCM) é sempre de somar, com a experiência de deputado, secretário, mas também com a de advogado, de levar uma ótica de quem enfrenta o dia a dia, os desafios do que é gerir, administrar. Evidentemente que eu vou me pautar, na qualidade de magistrado, pela Constituição, pela legislação”, disse Pelegrino, que também é secretário estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur). 

Fonte: Tribuna da Bahia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 18 =

Botão Voltar ao topo