BrasilNotíciasPolíciaPolítica

Partido ligado a Aécio chama prisão de Prisco de ‘ditatorial’

O deputado federal e presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força (SDD-SP), parido ligado nacionalmente à coligação do pré-candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB-MG), assinou nota pública de repúdio à prisão de Marco Prisco (PSDB), líder da greve da Polícia Militar baiana, detido na última sexta-feira (18) pela Polícia Federal (PF) a pedido do Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA), que acusa o tucano de crimes políticos graves, levando em consideração a Lei de Segurança Nacional. Segundo o comunicado, a ação lembra “atitudes de governo ditatorial”. O advogado de defesa do vereador da capital baiana, Vivaldo Amaral, acredita que o seu cliente seja liberado em breve. Ele está no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Foto reprodução

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo