NotíciasOutros

Nunca mais compre cheiro verde no mercado: aprenda a cultivar em casa

Quem gosta de cozinhar sabe a diferença que faz usar um cheiro verde fresquinho nas receitas. Mas para isso, seria necessário ir à feira todos os dias. A menos que você comece agora mesmo a cultivar o seu próprio tempero em casa, em uma espécie de mini horta. Para isso, o Casa e Agro, do Tecno Noticias, nesta sexta-feira, 22 de outubro, te ensinará como fazer isso.

Na culinária brasileira, de Norte à Sul e de Leste à Oeste, o que não pode faltar é o famoso cheiro verde. Esse nome é dado, principalmente, para a união entre a cebolinha e a salsinha, o que dá um sabor especial para nossos pratos. Entretanto, nem sempre é simples encontrar esses itens frescos e, muitas vezes, precisam ser congelados para garantir um bom armazenamento.

A boa notícia é que você pode fazer uma mini horta dentro da sua casa ou apartamento. Com isso, esses itens indispensáveis estarão sempre fresquinhos na hora que precisar.

Benefícios do cheiro verde para a saúde

Muito além de um simples tempero, o cheiro verde traz muitos benefícios à saúde. A cebolinha, por exemplo, contém grandes quantidades de antioxidantes e substâncias anti-inflamatórias que ajudam a prevenir vários tipos de câncer.

Já as folhas de salsa fresca contêm ferro, cálcio, fósforo, vitamina K e vitaminas A e C em quantidades superiores às contidas nas laranjas, por exemplo. Essa erva aromática ajuda nas funções hepáticas e renais, bem como estimula a digestão. Ajuda, ainda, no combate ao edema e retenção urinária, por ter propriedades diuréticas. Agora que já sabe que o cheiro verde não pode faltar nas suas receitas nunca mais, veja como cultivá-los em casa.

Como cultivar o cheiro verde em casa

A cebolinha e a salsa são plantas perfeitas para o cultivo em vasos. No entanto, lembre-se que suas raízes são profundas. Por isso, é essencial usar um vaso grande e profundo para distribuir as sementes.

Em cerca de 20 dias, as sementes de cebolinha germinam e quando alcançam o tamanho ideal, precisam ser transplantada. O espaçamento correto é de 7 centímetros entre as mudas e cerca de 45 centímetros em uma fileira e outra. Ela estará pronta para consumo entre o terceiro e o quatro mês após esse processo. Mas, você pode encurtar esse caminho comprando as mudas.

Por outro lado, a salsinha pode ser semeada em um lugar definitivo em sua mini hora. A explicação é que elas não precisam ser transplantadas para outro local como a cebolinha. O período de germinação, contudo, é maior que o da cebolinha, variando entre 2 a 6 semanas.

Ambas as plantas podem ser regadas diariamente, mas cuidado para que suas raízes não permaneçam encharcadas por muito tempo. Assim, prefira vasos que permitam o escoamento do excesso de água. Elas possuem capacidade de regeneração, desde que suas raízes permaneçam totalmente debaixo da terra. Dessa forma, você terá seu cheiro verde brotando por muito tempo.

Viu como é simples ter nas mãos todos os dias seu cheiro verde fresquinho? Saiba que, da mesma forma, você pode cultivar outras ervas, chás, verduras e legumes. É só usar da criatividade e regar com muito carinho e amor suas plantinhas. Fonte: Casa Agro

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − um =

Botão Voltar ao topo