BrasilNotícias

MEC determina que 110 bolsistas brasileiros voltem do Canadá e Austrália sem estágio

Atendendo a determinação do governo federal, o Ministério da Educação (MEC) convocou 110 estudantes do Programa Ciências Sem Fronteiras para retornarem ao Brasil, depois de seis meses. A convocação ocorreu por eles não terem conseguido proficiência em inglês. Os bolsistas que estão no Canadá e na Austrália desde setembro de 2013 inicialmente não se candidataram para estudar nestes países. Eles escolheram Portugal e foram aprovados conforme edital. Porém, o governo federal excluiu Portugal do programa, alegando já haver grande número de estudantes naquele local, e que, lá, eles não dominariam uma segunda língua. Desta forma 3.445 estudantes optaram por outro país e viajaram mesmo sem ter proficiência no idioma.

Estudantes afirmaram que a prova de certificação foi antecipada e que a permanência no país será perdida sem a realização do estágio. Cada aluno já recebeu cerca de US$ 12 mil, além dos valores com passagens aéreas e seguro saúde, para o intercâmbio, investimento que não retornará ao País. As bolsas são administradas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) ligado ao MEC.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo