CulturaDestaqueLugares cruzalmenses

MATA DE CAZUZINHA – O NOSSO PARQUE FLORESTAL

Você conhece o Parque Florestal Mata de Cazuzinha?

A Mata de Cazuzinha representa um importante fragmento de Mata Atlântica do Recôncavo da Bahia, em meio à área urbana do município de Cruz das Almas. 

Uma área natural que pertencia a Fazenda Itapicuru, de propriedade do Coronel José Batista da Fonseca, conhecido também por Cazuzinha. Pessoa de visão ambientalista, preservou essa área na sua Fazenda e, ao longo dos anos, a população passou a chamar então de Mata de Cazuzinha. Na década de 60, a área foi doada ao município pelo herdeiro Lauro Barroso Fonseca, conhecido por Maninho, filho de Sr. Cazuzinha.

Como parte do relatório da gestão do Prefeito Lauro Passos, de 1963 a 1967, este deixou o seguinte relato em documento:

“Quero justificar a desapropriação da Mata de Cazuzinha, última reserva florestal do Município, e que será no futuro o Parque da Cidade, sendo o que há de mais interessante nesta cidade e, que há mais de 40 anos luto pela sua preservação. Sinto não ter realizado o que pretendia no aproveitamento da mata em vista de ter que atender a certas outras obras indispensáveis, e não pude fazer o que desejava. São 110.990m² de área, fora o Instituto do Fumo. Paguei ao senhor Lauro Fonseca, em desapropriação amigável, o mesmo valor, aliás, menos que o terreno das casas populares. A mata, hoje, faz parte da área urbana, já com os meios fios”.

Vislumbrado pelo fazendeiro Cazuzinha, idealizado ainda na gestão do prefeito Lauro Passos, um sonho de meio século finalmente virou realidade em junho de 2012, pelo então prefeito Orlando Peixoto Pereira Filho, com a inauguração do Parque Florestal Mata de Cazuzinha, no Centro de Cruz das Almas. A proposta da implantação do Parque Florestal Mata de Cazuzinha, além de preservar a mais importante área urbana de Mata Atlântica do município, é servir como espaço de Educação Ambiental e local de lazer e esporte. O interior do Parque conta também com a aprazível Praça Marinalva Carmo Figuerêdo Vilas Bôas, uma área bem cuidada para receber aqueles que ali visita.

Cel. J.B.da Fonseca, o Cazuzinha

Apesar do crescimento urbano e do desmatamento causado pelo avanço habitacional às margens da mata, ela ainda apresenta uma vegetação razoavelmente preservada e que gera dados que certamente contribuem para a adoção de estratégias de conservação e preservação de suas espécies e, consequentemente, do bioma Mata Atlântica.

Por: Edisandro Barbosa Bingre

                                    

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo