Notícias

Maragogipe: Cidade regista suspeita de vítima da febre Chikungunya

O coordenador educativo dos agentes de saúde lançou nota alertando a população maragogipana para que todos façam a sua parte na prevenção da dengue e da febre Chikungunya. Segundo informações do coordenador, Maragogipe tem o primeiro caso da febre Chikungunya e com isso, toda população deve se unir para combater o mosquito transmissor Aedes Aegypti.

É preciso, antes de tudo, parabenizar a equipe dos agentes de saúde por alertar a população antes que essa doença se alastre pela cidade. A equipe deste site torce para que este seja caso único,se realmente for comprovado sua existência.
Estiveram no bairro do Cai-cai uma equipe de agentes de saúde onde efetuaram uma operação focal encontrando vários focos de mosquitos que pode ser do transmissor da febre chikungunya o aedes aegypti em Maragogipe.
A equipe Educativa também esteve presente para orientar os moradores quanto a limpeza dos quintais e vedação dos depósitos.

Existe a suspeita de um caso notificado da febre Chikungunya no bairro do Cai-Cai é uma criança menor de dois anos que se encontra internada há quinze dias em Feira de Santana segundo informação de parente o menino possui problema congênito, uma comorbidade que o fragiliza imunologicamente a qualquer contágio virêmico.

Vejam a nota do coordenador Edmilson Conceição Quirino
Notificação: Sendo eu Coordenador Educativo não poderia ser negligente nem omisso não esclarecendo a questão em foco, houve uma notificação do caso Chikungunya, ainda não houve a confirmação, porém as medidas preventivas estão sendo tomadas e o total esclarecimento sobre a doença.

Maragogipe tem o primeiro caso notificado da febre Chikungunya no bairro do cai-cai, a equipe de ACE e coordenadores estarão sendo mobilizados para fazerem o focal e o aéreo espacial na área em síntese, desde já alertamos para que os moradores desta localidade colaborem com os profissionais da saúde.

F: Maragojipe 24h

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo