COVID-19DestaqueNotíciasRegiãoSaúde

Mais um óbito atestado por falso médico é identificado em Cruz das Almas, diz site

Mais um médico diz que não reconhece atestado de óbito assinado com seu nome. Desta vez, o caso ocorreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruz das Almas e envolveu o dr. Diego Araújo Pasternostro. Segundo o site Repórter Tatu, o óbito ocorreu no dia 29 de abril deste ano e o médico revelou a CPI que nunca trabalhou no município. Este já é o terceiro causo de fraude médica investigada.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Cruz das Almas vem investigando irregularidades sobre rasuras nos cartões de vacina, intercambialidade entre os imunizantes por erro de logística e o óbito de um paciente por suposto erro médico. Nas últimas semanas, a Comissão revelou ata da oitiva da dra. Alana Maria, que foi realizada no município de Uauá, quando a médica disse que nunca esteve em Cruz das Almas e nunca atendeu nenhum paciente, contradizendo os documentos do Pronto Atendimento Covid (P.A. Covid), bem como um atestado de óbito digital.

Na última quarta-feira, 08, a Prefeitura de Cruz das Almas, em coletiva de imprensa, revelou que, após realizar investigações internas, encontrou indícios de uma outra suposta fraude médica, a qual supostamente acontecia desde o ano de 2020.

Já na noite desta segunda-feira, 13, o site Repórter Tatu divulgou informações sobre suspeita de um terceiro caso de falsidade ideológica envolvendo agentes de saúde. O site afirma que documentos analisados pela CPI identificaram que um óbito ocorrido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruz das Almas, no dia 29/03/2021, foi atestado pelo médico de nome Diego Araújo Paternostro. Porém, em contato telefônico realizado pela Comissão, o doutor afirma que nunca trabalhou no município.

Ainda conforme o Repórter Tatu, ao avançar nas investigações, foi constatado que a paciente foi atendida por uma pessoa chamada Diego Villa Lobos, que usou o registro médico (CRM) do dr. Diego Araújo Paternostro.

Pesquisas em redes sociais foram realizadas, a fim de encontrar fotos de Diego Villas Lobos. Estas imagens foram apresentadas à família, que, por sua vez, reconheceu o suposto falso médico.

*Este texto está em atualização à espera de respostas das partes citadas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =

Botão Voltar ao topo