BrasilDestaqueNotícias

Filhos pedem interdição de Cid Moreira e prisão da madrasta por cárcere privado

Os filhos do apresentador Cid Moreira, Roger e Rodrigo, entraram com um processo judicial pedindo a interdição do pai e a prisão da madrasta, Fátima Sampaio Moreira. A informação é do Uol.

No processo, que tramita em Petrópolis (RJ), os filhos alegam que Cid, que está com 93 anos, tem sintomas de demência e está com a liberdade restrita por conta de decisões da mulher, que o manteria em cárcere privado.

Roger conversou com o Uol e disse que a madrasta controla até os posts nas redes sociais de Cid. Diz também que Fátima mantém a família afastada. A única coisa que posso falar agora é que a verdade vai aparecer em breve. Ele é uma vítima. Se não fossemos impedidos, nós filhos estaríamos convivendo com ele. Amamos ele e não podemos nos aproximar porque ela não deixa”, diz. 

O processo pede uma tutela com urgência, alegando que Cid não tem condições de administrar os próprios bens.

Os filhos dizem ainda que Fátima, que é 40 anos mais jovem que o apresentador, teria casado com ele por “interesses econômicos”. Cid estaria sendo destratado por ela, denunciam. 

“Têm-se notícias que a mesma agride o idoso, deixa sem medicação, comida vencida ou estragada por 15 dias em pleno cárcere privado, e o pior, sem a sua presença ela some para fazer compras e se enturmar com os amigos”, diz o documento protocolado.

Enquanto o caso é analisado, os filhos pedem bloqueio dos bens de Cid, apontando que Fátima estaria praticando apropriação indébita e formação de quadrilha.

A assessoria de Cid Moreira disse que ele não vai comentar o caso e que até agora não houve nenhum comunicado judicial sobre a situação.

Deserdado
Roger, que foi adotado aos 20 anos por Cid Moreira, veio a público na última semana para dizer que foi deserdado e abandonado pelo pai. O maquiador diz também que parou de estudar com incentivo do pai, que afirmou que ele não tinha mais necessidade “disso” agora que morava com ele.

“O discurso era sempre o mesmo, que eu não precisava, não tinha necessidade disso. Então uma pessoa com essa idade, com a cabeça que eu tinha com essa idade… eu realmente, tudo bem, ele está falando, pra mim ele era um ídolo, se ele está falando isso, eu concordo com ele”, disse o maquiador, em entrevista ao jornalista Felipeh Campos pelo Instagram.

Fátima, mulher de Cid, havia rebatido algumas afirmações de Roger. “Cheguei na vida do Cid em 2000, nos conhecemos no Ceará e esse moço estava com ele, ainda não era adotado. Já era um moço adulto e fazia dois anos que ele (Cid) havia se separado da tia desse rapaz – ele é adotado pelo Cid e pela tia. Não é uma questão para eu julgar o porquê fizeram isso. Ele já era adulto. O Cid conheceu ele e os dois irmãos e ajudaram a mãe e o pai dele a se instalarem aqui. Cid ajudou ele a montar uma loja no Leblon, porque era isso que ele fazia no Sul. Ele voltou ao Rio Grande do Sul e o Roger voltou algumas vezes para cá na adolescência dele”, declarou.

O afastamento entre os dois aconteceu por conta dos custos de manter um estúdio que Roger trabalhava, alega. Cid passou a gravar em casa. Fátima disse que ele saiu do salão e que Roger decidiu processar Cid. Segundo ela, eles não tinham mais nada em conjunto.

“Não tinha mais sociedade com a ex-mulher, mais nenhuma relação profissional com ele. Estávamos fora do país quando saiu a notícia, foi constrangedor. Eles pararam de relacionar”, afirmou ainda.

Fonte: Correio 24 horas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo