EducaçãoNotíciasPolíticaRegião

Estudantes da rede estadual representam a Bahia em eventos nacionais, em São Paulo

Os estudantes da rede estadual de ensino estão representando a Bahia em dois grandes eventos nacionais, em São Paulo. Um deles é a primeira edição do Desafio Liga Jovem, maior competição de empreendedorismo na escola para jovens do Brasil, que segue até o dia 25 de março. Já a 21ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), cuja cerimônia de abertura foi realizada na terça-feira (21) e prossegue até 24 de março, consiste em uma grande mostra de projetos realizada na Universidade de São Paulo (USP).

No Desafio Liga Jovem, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e o Instituto Ideias de Futuro, uma equipe formada por quatro estudantes do Colégio Estadual da Bahia – Central, localizado em Salvador, vai apresentar o projeto de empreendedorismo “CentralMobi – Tudo para acessibilidade nos estudos”. Trata-se de um aplicativo de apoio escolar para alunos do Ensino Médio regular, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e técnico com e sem deficiência, que possibilita maior autonomia ao professor e aos alunos no seu desempenho na escola e em tarefas do seu cotidiano.

Para a estudante Anne Caroline Baião, 16, que integra a equipe juntamente com Maria Luiza dos Santos, 16, Yasmin Souza, 17 e Cauã Oliveira, 17, participar do evento é uma experiência única e especial. “Nos sentimos lisonjeados por nosso projeto ter sido escolhido entre tantos. Acredito no nosso diferencial, pois trazemos uma proposta diferente das que já existem”, disse.

Na FEBRACE, dos 225 projetos finalistas que estão em exposição, três foram desenvolvidos por estudantes de escolas estaduais da Bahia. A equipe formada pelos estudantes Isabel Oliveira, Maria Isabella Moura, Sarah Cruz, Adrielle Pietra Santana e Luan Santiago, do curso técnico em Análises Clínica, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Sisal II, em Araci, apresentarão o projeto “Produção de luvas a partir do Bioplástico feito da matéria prima do Sisal (Agave Sisalana)”. “É uma conquista muito grande, pois é uma feira que envolve a participação de estudantes de várias regiões do Brasil. Participar da FEBRACE vai dar mais visibilidade ao projeto e poderemos aprimorá-lo”, disse Sarah Cruz, 15.

Mais dois projetos desenvolvidos no Colégio Estadual Norberto Fernandes, em Caculé, também serão apresentados. São eles: “O empoderamento feminino dos artesanatos feitos com a palha do licuri na comunidade quilombola Vargem do Sal”, criado pelos estudantes Fátima Gabriela Souza, Maria Eduarda da Silva e Simone de Souza; e “Ração para ruminantes à base de Leucena, solução alimentícia para pequenos criadores do semiárido”, dos estudantes Bruna Ferreira, Ana Cláudia Santos e Bruno Ferreira.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − nove =

Botão Voltar ao topo