BrasilNegóciosNotíciasSaúdeTecnologia

Entenda os riscos da compra de maquiagens de baixo custo através dos grandes e-commerces

Especialista relata a falta de conhecimento das fórmulas pode levar a problemas graves na pele.

Recentemente, a compra de maquiagens em sites estrangeiros tem se tornado uma tendência global. O público busca por preços menores, e adquire esses itens que são vendidos a um menor custo, influenciados pelas mídias sociais, onde são divulgados tutoriais. Contudo, há muito mais do que o resultado demonstrado nas telas. A ausência de conhecimento da fórmula dessas makes, somada a ausência de um serviço de suporte, pode ocasionar danos permanentes.

“Há um risco quando se adquire maquiagens importadas, uma vez que não há conhecimento de seu método de fabricação, bem como faltam detalhes sobre seus componentes”, explica Kelly Nogueira, fundadora da Espaço Make e especialista no setor de beleza. “Não é um padrão, mas estamos habituados a ver casos no nicho de beleza em que o cliente compra um item falsificado, não sabe sua composição, uma vez que a descrição é em outro idioma, e passa pelo desencadeamento de reações alérgicas, como é o caso da dermatite”, acrescenta.

A jornalista Kaísa Romagnoli relatou ter passado por um incidente similar – “Comprei uma paleta de sombras na China, que me levou a ter alergias, porém não tinha com quem reclamar. Já aconteceu com produtos nacionais, porém o respaldo dado pela marca ofereceu suporte e atendimento especializado”. A carência de uma central de ajuda ou apoio ao cliente é essencial quando se vende produtos que são aplicados na pele. No caso das importações, esta lacuna pode ser atribuída a desafios logísticos na coordenação de assistência personalizada. Além disso, as regulamentações e padrões de atendimento ao cliente podem variar entre países, dificultando a implementação de sistemas consistentes de suporte global.

“Essa falta de uma estrutura de apoio específica é problemática para consumidores que enfrentam reações alérgicas a esses produtos. Esse cenário reforça a importância da conscientização sobre os ingredientes utilizados e a necessidade de os fabricantes estabelecerem mecanismos adequados para lidar com questões de saúde e segurança”, esclarece Kelly.

É importante ressaltar que não se trata de uma generalização, uma vez que existem casos de clientes que adquirem os produtos e não apresentam reclamações. Contudo, o mercado nacional de beleza tem expandido cada vez mais, oferecendo produtos com as mesmas propostas, porém oferecendo maior segurança ao usuário.

Em relação a preços, marcas como a Espaço Make, visam atender a essa demanda. “Buscamos oferecer itens em preços acessíveis ao público, de modo a permitir que todos possam comprar maquiagens boas, sem ter que recorrer a sites estrangeiros”, pontua Nogueira.

 

Sobre a Espaço Make:

Com o seu slogan “Porque chique é pagar pouco”, a rede, fundada com a chegada da pandemia da Covid 19, ganha notoriedade no mercado, sendo a franquia de makes que mais cresce no país em seu segmento. Oferecendo maquiagens multimarcas que custam a partir de R$ 10,00, a rede possui 30 unidades em operação espalhadas em todo o território nacional. Investimento inicial total: a partir de R$120 mil (já com taxa de franquia no modelo quiosque e franqueadora responsável pelo processo de implantação), faturamento médio mensal entre R$40 mil e R$50 mil e payback a partir do 12° mês. Saiba mais em: https://espacomakefranquia.com.br/

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − dois =

Botão Voltar ao topo