BrasilDestaqueEsportes

Em jogo eletrizante, Brasil e Holanda ficam no empate e se aproximam do mata-mata dos Jogos Olímpicos

Com seis gols, a partida foi de trocação franca e com grandes momentos de emoção

Em uma das melhores partidas dos Jogos Olímpicos de Tóquio até o momento, Brasil e Holanda ficaram no empate em 3 a 3, em Miyagi, no Japão, pela segunda rodada do Grupo F do futebol feminino. Marta, Debinha e Ludmilla marcaram os gols da Seleção Brasileira, enquanto Miedema (2) e Janssen fizeram os gols das holandesas. 

HOLANDESAS NA FRENTE
Antes mesmo do relógio bater a casa dos três minutos de jogo em Miyagi, a Holanda mostrou seu cartão de visitas. Em um passe perfeito de Wilms, a artilheira Miedema girou em cima da marcação e finalizou de perna esquerda, no canto de Bárbara para abrir o placar.

CONFUSÃO E TUDO IGUAL
Apesar do gol sofrido nos minutos iniciais, o Brasil não sentiu o baque e foi em busca do empate. Poucos momentos depois do gol de Miedema, a Seleção Brasileira chegou a ter um pênalti marcado pela arbitragem, mas o VAR anulou a marcação. Contudo, praticamente no lance seguinte, Debinha recebeu cruzamento na área e aproveitou o próprio rebote para deixar o placar em igualdade aos 16 minutos.

BÁRBARA FALHA E MIEDEMA CASTIGA
Após um primeiro tempo bem equilibrado, a etapa final começou com a mesma tônica. No entanto, a Holanda aproveitou de uma falha técnica da goleira brasileira para ficar novamente em vantagem no marcador. A artilheira holandesa Vivianne Miedema aproveitou bola alçada e Bárbara falhou ao tentar fazer a defesa.

TUDO IGUAL DE NOVO
​Menos de cinco minutos depois, o Brasil novamente deixou tudo igual no placar em Miyagi. Ludmilla, que entrou para mudar o jogo no intervalo, foi derrubada na área e o pênalti foi marcado. Na cobrança, Marta deslocou Van Veenendaal e empatou.

É HOJE!
Sem que a seleção holandesa pudesse assimilar o empate, o Brasil virou o placar em Miyagi. Após recuo errado de Nouwen, Ludmilla driblou a goleira e tocou para o fundo do gol para colocar a Seleção Brasileira em vantagem pela primeira vez na partida.

TUDO IGUAL (DE NOVO)
Quando o Brasil parecia dominar a partida e se defender bem, a Holanda conseguiu deixar o placar em igualdade. Em cobrança de falta espetacular, Janssen colocou a bola no ângulo de Bárbara, que até tentou defender, mas não conseguiu evitar o gol das holandesas.

BOM PARA TODO MUNDO
Na reta final de partida, as seleções bem que tentaram buscar a vitória, mas o cansaço tomou a dianteira e o empate permaneceu no placar ao apito final. O resultado não foi ruim para ninguém, já que as duas seleções chegaram aos 4 pontos e lideram a chave, praticamente classificadas ao mata-mata, enquanto China e Zâmbia estão com apenas um ponto e devem brigar pela vaga como uma das melhores terceiras.

SEQUÊNCIA
O Brasil enfrenta a Zâmbia, na próxima terça-feira, pela última rodada do Grupo F, às 8h, em Saitama, enquanto a Holanda duela com a China, no mesmo dia, em Yokohama, às 8h30, ambos em horário de Brasília.

FICHA TÉCNICA
HOLANDA 3×3 BRASIL

Data e horário: 24/07/2021, às 8h (de Brasília; 20h no horário local)
​Local: Miyagi Stadium, em Miyagi (JAP)
Árbitra: Kate Jacewicz (AUS)
Assistentes: Min Kyoung Kim (COR) e Gi Seul Lee (COR)
VAR: Erick Miranda (MEX)

Cartões Amarelos: Van der Gragt – 19’/2T, Roord – 27’/2T (HOL) / Ludmilla – 32’/2T (BRA)

Gols: Miedema (1-0, 3’/1T); Debinha 16′ (1-1, 16’/1T), Miedema (2-1, 14’/2T), Marta (2-2, 20’/2T), Ludmilla (2-3, 23’/2T), Janssen (3-3, 34’/2T)

HOLANDA: Van Veenendaal; Wilms, Van der Gragt, Nouwen e Janssen; Roord, Groenen, Van de Donk; Van de Sanden (Beerensteyn, 22’/2T), Martens e Miedema (Pelova, 43’/2T)
(Técnica: Sarina Wiegman)

BRASIL: Bárbara, Bruna Benites, Érika, Rafaelle e Tamires; Formiga (Ludmilla, 0’/2T), Andressinha, Duda (Andressa Alves, 0’/2T) e Marta (Geyse, 30’/2T); Bia Zaneratto (Angelina, 0’/2T) e Debinha
(Técnica: Pia Sundhage).

Fonte: Cayo Pereira/Lance!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo