BrasilDestaquePolícia

Dois homens são presos em Goiás por suspeita de ajudar Lázaro Barbosa a fugir

Duas pessoas foram presas por estarem sob suspeita de ter ajudado Lázaro Barbosa a fugir. Baiano, natural de Barra do Mendes, Lázaro é procurado há 16 dias após ter cometido um quádruplo homicídio em Ceilândia, no Distrito Federal (saiba mais aqui).

A informação sobre as novas prisões foi dada pelo secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, nesta quinta-feira (24). Segundo ele, os detidos foram autuados em Girassol, no estado, e serão levados para Águas Lindas de Goiás.

Um deles estaria com uma das armas que Lázaro roubou, com 50 munições, na região de Cocalzinho, também em Goiás. A arma em questão é uma espingarda calibre 22.

“Trata-se de uma rede de psicopatas ajudando ele”, disse o secretário, conforme relata o portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias. De acordo com Miranda, só psicopatas poderiam ajudar Lázaro, além de considerar que apenas com apoio ele poderia ter êxito na fuga. O criminoso é procurado por mais de 200 policiais das forças de segurança.

Os presos foram autuados por porte ilegal de armas e facilitação de fuga. A depender das investigações, eles podem ainda ser considerados cúmplices ou coautores dos crimes praticados por Lázaro.

“Quem facilita vida de foragido comete crime. Desconfiamos que tem outras pessoas ajudando e vamos chegar nelas. Vamos chegar a essa rede criminosa que apoia o Lázaro”, garantiu o secretário.

Posteriormente, o Metrópoles divulgou que os detidos são Elmi Caetano Evangelista, de 74 anos, e Alain Reis de Santana, 33. O idoso é dono da chácara situada na área rural de Girassol e Santana seria o caseiro.

Evangelista foi detido por policiais penais, quando estava em um Fiat Strada na cor prata. Ele desobedeceu a ordem de parada dos agentes e tentou fugir, mas foi interceptado e levado à delegacia. O carro foi apreendido e será periciado. Já Santana foi preso na chácara do patrão.

Fonte: Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo