DestaqueEntrevistas

Com nível de excelência, FAMAM se transforma em Centro Universitário; confira matéria exclusiva com o Reitor

Por Ivana Moreira

A região do Recôncavo da Bahia convive há 18 anos com a Faculdade Maria Milza (FAMAM), implantada em 2003, o centro de ensino superior trouxe ao longo desses anos diversas contribuições para o desenvolvimento local e regional. 

Sendo assim, o site Bahia Recôncavo realizou entrevista exclusiva com o Reitor da instituição, o professor Dr. Weliton Almeida, que falou sobre a história, desafios e planos para essa instituição de ensino. 

Consolidação 

Motivo de orgulho e comemoração, a FAMAM transforma-se em UNIMAM (Centro Universitário Maria Milza), atuando sob o tripé – ensino, pesquisa e extensão – possui o melhor índice de cursos daqui do Recôncavo. Além de estar entre as cinco melhores instituições de ensino superior do estado da Bahia.   

Atualmente, oferta 18 cursos de graduação, dois programas de mestrado e aproximadamente 15 cursos de especialização lato sensu. 

Assim também, o Centro conta com aproximadamente seis mil egressos, a maior parte atuando no próprio Recôncavo. 

No corpo docente, mais de 95% dos professores são mestres ou doutores e existe apenas um pequeno número de especialistas, mas que já estão em processo de realização do seu mestrado. 

História da FAMAM/UNIMAM 

De acordo com o Reitor, esse projeto educacional teve como precursor o cursinho pré-vestibular criado em 1982, depois com a escola de auxiliar de enfermagem que se transformou no Centro Educacional Maria Milza (CEMAM) até chegar na FAMAM que hoje é a UNIMAM. 

Dessa forma, essa jornada educacional já transformou milhares de vidas e oportunizou o desenvolvimento em diversos setores dessa região. 

Uma curiosidade sobre o nome da instituição: segundo o professor Weliton, a escolha foi uma homenagem à senhora Maria Milza, famosa milagreira do sertão baiano que também tinha a capacidade de profetizar o futuro das pessoas:  

“As minhas irmãs e a minha mãe estiveram com a senhora Maria Milza e ela vislumbrou que a minha família  estaria envolvida com educação e que iria contribuir muito com a formação das pessoas. E  quando partimos para a criação desse projeto resolvemos homenageá-la”, explicou. 

Estrutura 

A UNIMAM está localizada em uma área de aproximadamente 200.000 m2 e possui uma vasta área para expansão “já construímos três pavilhões de salas de aulas, biblioteca, laboratórios bem estruturados”, salientou Weliton. 

Dentro do campus também existem um restaurante, parque poliesportivo, auditório e a sede da administração central. É importante destacar que esse ótimo suporte físico contribuiu para que o Ministério da Educação (MEC) avaliasse com o conceito máximo (cinco) essa instituição.

Para o Reitor, chegar nesse nível de excelência é um incentivo para continuar em busca do crescimento: “Nós não podemos nos acomodar por já estarmos com o conceito cinco, a nossa responsabilidade é grande para mantermos esse índice e melhorarmos cada vez mais”. 

Contribuição para a sociedade 

Seu pontapé inicial ocorreu com apenas três cursos (Enfermagem, Normal Superior e Geografia), hoje o Centro Universitário Maria Milza possui uma vasta lista de contribuições para o Recôncavo. 

Uma pesquisa realizada em uma dissertação de mestrado, que teve como objeto de estudo essa instituição, apontou que 88% de profissionais egressos da UNIMAM estão inseridos e atuando aqui nesta região. 

Sendo assim, com base neste dado o Reitor explicou: “Cruz das almas se beneficia com uma parcela significativa quase 30% desses egressos, seguido de Muritiba 14% e depois Santo Antônio de Jesus com 13%”, o restante é distribuído em outros municípios do território”. 

Já no campo da pesquisa, mais de 90% dessas produções acadêmicas estão focadas em estudos de problemas do Recôncavo, diagnosticando e propondo soluções para essas questões. Estamos buscando essa contribuição para o desenvolvimento local através da educação”, enfatizou. 

Outra preocupação dessa instituição é democratizar o acesso ao ensino superior, pois existe um programa para jovens de escolas públicas do Recôncavo  que ao passar em primeiro lugar no vestibular recebe uma bolsa integral para qualquer curso ofertado pela UNIMAM. 

Pandemia 

De acordo com  Weliton Almeida, diante da pandemia da Covid-19 a UNIMAM teve uma preocupação muito grande com o papel que poderia desempenhar para contribuir com essa nova realidade: 

“Através do curso de Farmácia e Biomedicina formamos um mutirão com professores e estudantes para produzir álcool em gel e assim, distribuímos para diversas secretarias dos municípios do Recôncavo. Enquanto tivemos condições nós distribuímos gratuitamente”, explicou o professor. 

Além disso, foram realizadas diversas atividades de conscientização mostrando a importância não somente  da vacinação, mas da própria ciência no enfrentamento  ao Coronavírus. Atualmente a UNIMAM está com atividades híbridas seguindo todos os protocolos de biossegurança. 

Planos

O Centro Universitário Maria Milza vislumbra para os próximos cinco anos elevar o número de alunos para 10 mil.

Para o Reitor, essa tarefa não é uma das mais fáceis pois “o acesso ao ensino superior ainda requer muitas políticas públicas locais e regionais. Nós temos hoje dois programas do Governo Federal que são incentivadores do acesso ao ensino superior privado que é o ProUni e o Fies. Eu tenho tentado sensibilizar os gestores da região que é possível criar um plano desse porte a nível local e regional para possibilitar que mais jovens ingressem no ensino superior” explicou Weliton. 

Ele também destacou que um fórum com secretários da educação de 13 municípios dessa região irá  ocorrer para debater essa questão. 

Além da expansão do campus para outros municípios do Recôncavo e outras cidades da Bahia, existe o projeto para a criação de pelo menos cinco novos cursos, principalmente, na área de Engenharia, Medicina e Comunicação. 

Do cursinho pré-vestibular a Reitoria

A partir de agora, conheça um resumo da trajetória do Reitor da UNIMAM que completará  40 anos de dedicação e contribuições para  o ensino.  

Weliton Antonio Bastos de Almeida iniciou na educação em 1982 com um cursinho de pré-vestibular implantando na cidade de Cruz das Almas. 

Com uma longa carreira no ramo da educação, Weliton foi professor e coordenador pedagógico do ensino médio no Colégio Cruz das Almas, professor e chefe do departamento de Fitotecnia na Escola de Agronomia  (UFBA), Coordenador do Colegiado de Agronomia e membro da congregação. Ele foi indicado pelo reitor da UFBA para fazer parte da comissão de elaboração do projeto de transição da UFBA para a UFRB. 

Segundo ele, “toda essa minha experiência com o ensino público eu levei para o ensino privado. Tive essa responsabilidade de desmistificar o que a população  pensava lá atrás sobre o ensino privado não ter a mesma  qualidade do ensino público superior. E a FAMAM veio com esse propósito de quebrar esse paradigma e acredito que contribuímos muito para desmistificar isso”, explicou o Reitor. 

Reitor da UNIMAM em sua sala. Foto: Leonardo Gonçalves

Weliton Almeida possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal da Bahia – UFBA (1985), Mestrado em Ciências Agrárias UFBA (1994) e Doutorado em Fitotecnia pela Universidade de São Paulo – USP (2002).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo