BrasilEsportesNotícias

Clubes da Série C agradecem ao presidente da CBF por ‘abertura inédita’

Os clubes da Série C 2022, dentre eles o Vitória, divulgaram uma carta de agradecimento ao presidente Ednaldo Rodrigues pela reunião na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ocorrida na última quarta-feira (8). As agremiações destacaram o ineditismo do encontro que serviu para discutir pontos importantes da competição como arbitragem, logística.

“Os 20 clubes da Série C do Campeonato Brasileiro manifestam por meio desta carta nosso agradecimento à CBF, em especial ao presidente Ednaldo Rodrigues, pela atenção neste dia tão importante. Pudemos ver com nossos próprios olhos uma abertura inédita da nova CBF em prol da melhoria contínua do futebol brasileiro”, diz o texto.

Além do presidente da entidade, as agremiações também conversaram com o presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Luiz Seneme. O dirigente debateu temas relacionados à arbitragem das partidas. Inclusive, a reunião aprovou o uso do arbitro de vídeo (VAR) nos jogos da Terceirona. Por fim, a entidade que controla o futebol brasileiro ainda liberou um aporte financeiro de R$ 8 milhões para ajudar os clubes do certame, onde cada um receberá R$ 400 mil.

A reunião entre clubes e CBF ainda contou com as presenças das federações estaduais. O presidente da FBF Ricardo Lima participou do encontro no Rio de Janeiro.

A Série C 2022 está na 10ª rodada da primeira fase. As oitos melhores colocadas avançam de fase, enquanto as quatro piores serão rebaixadas para a Série D. Na próxima etapa, as equipes serão divididas em dois grupos e as duas melhores conquistam o acesso à Série B. Único representante baiano na competição, o Vitória é o 13º colocado com 10 pontos, um a mais do Z-4 e três a menos do G-8. Neste sábado (11), às 19h, o Leão visita o Atlético-CE, no Presidente Vargas.

Fonte: Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − dois =

Botão Voltar ao topo