DestaqueNotíciasSaúde

Câncer de próstata: não espere pelos sintomas

Urologista Dr. Rodrigo Rosa de Lima alerta que, em quase 95% dos casos, a doença já se espalhou quando aparecem os sintomas

A cada 8 minutos um homem é diagnosticado com câncer de próstata no Brasil, e, a cada 40 minutos, um deles morre em decorrência da doença. Quem tem o pai ou irmão com câncer de próstata também tem um risco duas a três vezes maior de desenvolver o problema. O urologista Dr. Rodrigo Rosa de Lima explica que o câncer de próstata não tem cura se diagnosticado em estágio avançado, entretanto, pode ser controlado por meio de bloqueio dos hormônios masculinos, medicação, cirurgia, e, em alguns casos selecionados, quimioterapia. Contudo, a prevenção ainda é o melhor remédio, ressalta.

Nos próximos dias tem início o “Novembro Azul”, uma campanha de conscientização que busca alertar os homens sobre a importância da saúde masculina, com foco especial na prevenção do câncer de próstata. A iniciativa tem por objetivo incentivar os homens a realizarem o exame de próstata regularmente, tendo em vista que o diagnóstico precoce garante melhores chances de tratamento.

O câncer de próstata representa a segunda maior causa de morte por câncer no Brasil, sendo o tipo mais comum em homens no mundo. O especialista explica também que o câncer de próstata é assintomático entre 70% e 80% dos casos. “Quando apresentam sintomas, normalmente a doença já se espalhou para outros órgãos em até 95% dos casos, portanto, o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura, com menos efeitos colaterais”.

De acordo com o médico, 10% dos casos de câncer de próstata podem ser suspeitados apenas pelo toque retal. Por isso, é de extrema importância fazer o exame a partir dos 50 anos de idade, ou a partir dos 45, se houver casos na família. Além disso, o exame de sangue para dosagem de PSA, que é um proteína produzida pelo tecido da próstata, mas também pelas células cancerosas, é fundamental para o diagnóstico precoce.

É importante lembrar também que, além do câncer de próstata, o Novembro Azul aborda questões gerais de saúde masculina, incluindo doenças cardíacas, diabetes, saúde mental e muito mais. A campanha visa incentivar os homens a adotarem um estilo de vida saudável e a realizarem check-ups regulares para prevenir e detectar problemas de saúde precocemente.

Sobre o Dr. Rodrigo Rosa Lima

O Dr. Rodrigo Rosa de Lima atua em Urologia em Goiânia desde 2015. Cirurgião Robótico com Pós-Graduação no Hospital Israelita Albert Einstein e especialista em Transplante Renal pela Universidade de Brasília. É concursado do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG) desde 2016; preceptor da Residência Médica em Urologia do HC-UFG e da graduação em Medicina da UFG; integra as equipes de transplante renal do HC-UFG, HGG e Hospital Urológico Puigvert; também atua nas áreas de uro-oncologia (tumores de próstata, rim, bexiga, pênis, testículos e glândulas suprarrenais); cirurgias minimamente invasivas (cirurgia robótica, videolaparoscopia e endourologia); tratamento de cálculos urinários e crescimento prostático a laser; tratamento microcirúrgico de infertilidade (correção de varicocele e reversão de vasectomia).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + dezessete =

Botão Voltar ao topo