NotíciasPolítica

Borges critica Souto e recebe alfinetada de Geddel

Uma troca de farpas entre dois ex-governadores e um ex-ministro movimentou a política baiana nesta segunda-feira (24). O motivo da desavença ocorreu por causa da entrevista do ministro dos Transportes, César Borges (PR), ao jornal Tribuna da Bahia. O republicano criticou Paulo Souto (DEM) por ter acabado, em seu segundo mandato, de 2003 a 2006, com o Programa Bahia Azul.

“Eu participei do grupo político que todos sabem muito bem, com 16 anos de poder. Então eu acho que foi vantajoso para a Bahia. Projetos tipo o Bahia Azul, não aconteceria se não houvesse a continuidade. Eu comecei como secretário de ACM e fui acabar governador e Paulo Souto vem em seguida e acabou com o Bahia Azul. Hoje muita gente nem se lembra mais o que foi”, declarou Borges.

Em sua conta no Twitter, Geddel Vieira Lima (PMDB), que disputa com Paulo Souto a cabeça da chapa oposicionista na disputa pelo Palácio de Ondina, alfinetou o ministro. “Amigo, se a continuidade é tão importante, em se (sic) mesmo, porque você não apoiou a continuidade de Jaques Wagner em 2010? Não foi porque era incompetente como me dizia?”, postou o peemedebista.

 

César Borges foi candidato ao Senado na chapa encabeçada por Geddel Vieira Lima há quatro anos. O atual ministro dos Transportes governou a Bahia de 1999 a 2002 e teve uma vaga de senador entre 2003 e 2010. Em ambos os mandatos ele foi eleito pelo Democratas. Em 2014 o republicano apoia a candidatura a governador de Rui Costa (PT), secretário estadual da Casa Civil. Foto reprodução

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − quinze =

Botão Voltar ao topo