BrasilNotíciasPolítica

Bolsonaro defende reforma trabalhista de 2017 e nega retirada de direitos

Após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter afirmado que caso volte ao Palácio do Planalto iria rever pontos da reforma trabalhista aprovada em 2017, Jair Bolsonaro defendeu a legislação. Nesta segunda-feira (17), o presidente afirmou que a reforma não retirou direito dos trabalhadores.

“O governo Temer fez uma pequena reforma trabalhista, não tirou direito de nenhum trabalhador. Mente quem fala que a reforma trabalhista do Temer retirou direitos do trabalhador”, disse Bolsonaro em entrevista a uma rádio. 

Ainda segundo Bolsonaro, a reforma foi uma “flexibilização”. “Tanto que tivemos um saldo positivo [de empregos] durante o governo Temer”, afirmou.

Na primeira semana de janeiro, Lula falou sobre a “contrarreforma” que está sendo feita na Espanha e pediu para que os brasileiros ficassem atentos às mudanças no país. Lá, a nova reforma revisa uma que foi feita em 2012 e que teria impulsionado a precarização das condições de trabalho no país. Fonte: Metro 1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − doze =

Botão Voltar ao topo