BrasilNotíciasPolícia

Bandido tenta roubar bolsa, mas população reage com socos e chutes que impedem ação; veja vídeo

O episódio aconteceu na rua Rio Bonito, no Brás, e câmeras de monitoramento registraram a ação do motocilcista disfarçado de entregador. Ele foi preso em flagrante.

Pedestres agrediram e mantiveram detido, até a chegada da polícia, um motociclista que roubou a bolsa de uma mulher no Brás, na região central de São Paulo, no início da manhã desta quinta-feira (17). Ele foi preso em flagrante.

O episódio aconteceu na rua Rio Bonito e as câmeras de monitoramento do local registraram a ação do motociclista, de 44 anos, disfarçado de entregador de produtos delivery, poucos minutos antes das 6h.

Pelas imagens, é possível ver que a mulher caminhava sozinha quando teve a bolsa arrancada. Ao tentar fugir com a bolsa, o criminoso é agredido com um soco por um homem de jaqueta clara que passava pelo local.

Reprodução

Após o soco, o motociclista cai com a moto e imediatamente é cercado por outros três homens que também estavam no local no momento do roubo.

O grupo toma as bolsas que o suspeito carregava e revistam o criminoso, para checar se havia presença de arma. Na sequência, o rapaz é agredido novamente e jogado no asfalto por duas vezes, até ser imobilizado para a chegada da polícia. A jovem consegue, então, recuperar sua bolsa que estava no chão.

Segundo informações do boletim de ocorrência encaminhadas pela Secretaria da Segurança, “policiais militares foram chamados para atender uma ocorrência de roubo e encontraram o suspeito detido por populares. Uma testemunha disse que viu quando o homem em uma moto rendeu a vítima, uma mulher de 27 anos, e pegou sua bolsa. Diante da situação, a testemunha e seu irmão conseguiram detê-lo. Os pertences subtraídos da vítima foram devolvidos.”

O caso foi registrado como roubo no 8º DP (Brás).

Fonte: G1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três − 3 =

Botão Voltar ao topo