Coisas da TerraCulturaDestaqueNotíciasRELIGIÃO

ADVENTO

Por Alino Matta Santana*

Estamos iniciando o Tempo do Advento. Vinte e oito de novembro é o primeiro domingo desse tempo especial. O Advento é ocasião de despertarmos e nos prepararmos para a grande festa do Natal, quando comemoramos o Nascimento de Jesus. E isto fazemos todos os anos, nesse lapso de tempo de aproximadamente quatro semanas que antecedem o Natal, quando relembramos o período anterior ao Nascimento de Jesus. É a preparação da festa de aniversário natalício de Jesus. Advento é, dessa forma, tempo forte de conversão, que nos prepara para acolher a Deus na pequenez e pureza de uma criança, que nasce no despojamento e na pobreza. 

Mas, antes que Jesus se encarnasse houve um tempo, que chamaríamos de Primeiro Advento, que foi o período que antecedeu ao momento em que a Virgem Maria deu à luz o Filho de Deus feito homem. Através da palavra dos profetas este fato já estava prefigurado, muitos anos antes de acontecer. E isto podemos ver em Jer 33,15: “E nesses dias e nesses tempos farei nascer de Davi um rebento justo que exercerá o direito e a equidade na terra”. Assim também em Mal 3,1: “Vou mandar o meu mensageiro para preparar o teu caminho. E imediatamente virá ao seu templo o Senhor que buscais, o anjo da aliança que desejais. Ei-lo que vem, diz o Senhor dos Exércitos”. 

Existe também o Advento que se renova a cada dia. É que Jesus está no nosso meio através dos irmãos, da Eucaristia e da Palavra. E o Advento se revigora diariamente não num Deus Transfigurado, mas principalmente nos irmãos desfigurados pelo desemprego, fome, doenças, etc. 

Por fim aguardamos o Grande Advento, que é a volta gloriosa do Filho do Homem, que retornará com toda sua majestade para arrebatar a todos os escolhidos e levá-los para sua glória. E isto podemos ver, como está em Marcos 13,24-37: “Naqueles dias, depois dessa tribulação, o sol se escurecerá, a lua não dará o seu esplendor, cairão os astros do Céu e as forças que estão no Céu serão abaladas. Então, verão o Filho do Homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória. Ele enviará os anjos, e reunirá os seus escolhidos dos quatro ventos, desde a extremidade da terra até a extremidade do Céu. Compreendei por uma comparação tirada da figueira. Quando os seus ramos vão ficando tenros e brotam as folhas, sabeis que está perto o verão. Assim também quando virdes acontecer estas coisas, sabeis que o Filho do Homem está próximo, às portas. Em verdade vos digo, não passará esta geração sem que tudo isso aconteça. Passarão o Céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. A respeito, porém, daquele dia ou daquela hora, ninguém o sabe, nem os anjos do Céu, nem mesmo o Filho, mas somente o Pai. Ficai de sobreaviso, vigiai; porque não sabeis quando será o tempo. Será como um homem que, partindo em viagem, deixa a sua casa e delega sua autoridade aos seus servos, indicando o trabalho de cada um, e manda ao porteiro que vigie. Vigiai, pois, visto que não sabeis quando o senhor da casa voltará, se à tarde, se à noite, se ao cantar do galo, se pela manhã; para que, vindo de repente, não vos encontre dormindo. O que vos digo, digo a todos: Vigiai”. Neste Evangelho, Jesus faz um apelo à vigilância, visando ajudar o povo a perceber os sinais do tempo e a vivenciar a grandiosidade do Reino de Deus. A ação divina vem de modo surpreendente, por isso é preciso que estejamos atentos para que no seu dia glorioso, não estejamos imersos em dissipação. 

O Advento é assim tempo de permanente vigilância. O aparente silêncio de Deus e o sofrimento dos marginalizados terão respostas. Somos convidados à vigilância total, a conservarmos nossos olhos bem abertos para percebermos e prepararmos os caminhos que Jesus escolheu para libertar-nos e nos dar a felicidade plena. 

*Alino Matta Santana é Professor Titular da Universidade Federal da Bahia, Msc pela UFBA, Doutor Honoris-Causa pela UNI – AMERICAN Universidade Corporativa das Américas, Ex-diretor da Escola de Agronomia da UFBa, Ex-diretor da EMBRAPA-Mandioca e Fruticultura, Ex-Diretor Geral da FACTAE, Ex-Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Cruz das Almas, Cronista, Contista, Poeta, Escritor com 25 livros publicados, Membro da The International Academy of Letters of England e mais nove Academias de Letras. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + 13 =

Botão Voltar ao topo